comunicacao@igrejacristaevangelica.com.br
+55 (62) 3318-2092

LEMBRANÇAS...

Sempre amei os ipês. Nasci no cerrado goiano, portanto desde criança conheço esses gigantes coloridos.
Todo setembro espero ansiosa por eles e considero uma pena tanta flor em tão pouco tempo. Se bobear, perde-se o espetáculo.
De todas as minhas primaveras vividas, certamente a de 1981 foi a mais colorida. Tornei-me mãe no dia 26 de setembro. Ainda se percebiam os resquícios dos ipês colorindo a estação iniciante e as primeiras chuvas traziam as delícias do clima mais ameno e o cheiro da terra molhada invadia o ar. Era primavera. E eu mãe de primeira viagem de um bebê de 2,5kg e 47 cm a quem demos o nome de Eliézer - "Deus é meu ajudador".

Vivi essa plenitude 33 anos, 2 meses e 26 dias.
Que ideia genial de Deus conceder esse dom às mulheres!
Mas hoje estou aqui novamente contemplando os ipês, porém pasma diante da efemeridade da vida. Somos como os ipês.Em uma semana, tiro uma foto colorida, imponente; na semana seguinte, paro estarrecida diante do mesmo ipê à procura de uma florzinha sequer. Não há nenhuma. O vento levou todas. Agora só daqui a um ano quando uma nova primavera chegará.
E nesse ir e vir do ciclo da vida, chega um dia que o céu fica turvo, o sol não brilha, a noite é longa, os dias são tristes e a figura do ipê sem flor é a mais adequada para ilustrar a minha alma outrora exuberante e festiva. De hoje em diante, meu filho não colherá mais primaveras, mas eu plantarei ipês em todos os setembros da minha vida. O desse ano é amarelo. Simbolicamente para mim, será uma forma de agradecer a Deus parte da herança que Ele me deu por um tempo.
Agora não tem abraço apertado, nem telefonemas, nem parabéns, nem bolo e nem churrasco.
Agora tem saudades, lindas lembranças, garganta apertada e uma água quente que insiste em brotar nos meus olhos o tempo todo...
Acho que o nome disso é dor.



Descobrir as origens da Igreja Cristã Evangélica do Brasil (ICEB) é como descobrir a fonte de um rio. Em geral, muitas fontes contribuem na formação de um rio, cada uma fornecendo a sua quota de água. O mesmo se deu com o início da ICEB.

Leia Mais

Postagens Recentes