comunicacao@igrejacristaevangelica.com.br
+55 (62) 3318-2092

A importância de temer a Deus

… Não temais; Deus veio para vos provar e para que o seu temor
esteja diante de vós, a fim de que não pequeis.
Êxodo 20.20


Eu acho que nasci com uma sementinha de temor a Deus no coração.
Isso se somou aos cuidados dos meus pais para que nós, seus filhos,
tivéssemos temor a Deus e temor a eles, devido às punições, ou seja,
às consequências de nossa desobediência ou malcriação. Cresci e me
tornei adulto vendo com bons olhos a ideia de temor. Nosso texto
bíblico de hoje revela o Senhor como a figura de alguém que deve ser
visto com temor. Na revelação do Sinai, Deus também se mostra como
alguém que deve ser temido. Ele vem ao encontro do povo e lhe dá leis
básicas e elementares (os dez mandamentos) em meio a manifestações
terríveis. O mundo quer nos fazer crer que há uma divisão como de
dois ramos entre amor e temor a Deus. Afinal, se Deus é amor, não
precisamos temê-Lo, alegam alguns. Mas isso não é verdade. O mundo
quer nos fazer crer que uma das duas ideias precisa ser anulada, pois as
duas não podem coexistir; então sacrificam o temor. Isso é uma cilada,
pois não existe separação entre o amor de Deus e a Sua santidade e
justiça, que são objetos do nosso temor. Somos pecadores e o Senhor,
para nos preservar, nos provê internamente de temor e externamente
de leis. O pecado é coisa complicada e o seu fruto é a morte. Os que
vivem sem temor a Deus e às Suas leis vivem em pecado, e este gera
a morte. Que temamos ao Senhor e vivamos seguindo o conselho do
próprio Deus: “Teme ao Senhor e aparta-te do mal; será isto saúde
para o teu corpo e refrigério para os teus ossos” (Pv 3.7-8).



Francisco José de Carvalho

Descobrir as origens da Igreja Cristã Evangélica do Brasil (ICEB) é como descobrir a fonte de um rio. Em geral, muitas fontes contribuem na formação de um rio, cada uma fornecendo a sua quota de água. O mesmo se deu com o início da ICEB.

Leia Mais

Postagens Recentes