comunicacao@igrejacristaevangelica.com.br
+55 (62) 3318-2092

A escola de Jesus

Ele as ensinava como quem tem autoridade
e não como os escribas.
Mateus 7.29

A escola de Jesus era curiosa. A sala de aula era improvisada: a
sinagoga, a rua, a casa de um amigo, os montes, a beira do mar. Na
maioria das vezes não tinha cadeira; as pessoas se sentavam na relva
verde, se acomodavam como podiam. O professor usava o chão como
quadro e amplificava o som usando um barquinho enquanto os alunos
ficavam na praia. Seus alunos eram pescadores, coletores de impostos,
mestres da Lei, iletrados. Não havia caderno nem borracha. O texto
precisava ser memorizado e as provas e testes eram práticos. Jesus
ensinou matemática. “Quantas vezes devemos perdoar uma pessoa”,
seu aluno Pedro perguntou. O Mestre devolveu com uma operação
de multiplicação: 70 x 7 = 490 vezes em um dia. Precisamos de
mais fé para colocar em prática esse resultado! Ensinou que somar
muito dinheiro com desejo de ser reconhecido é igual a fracasso, e
que duas moedinhas mais um coração cheio de vontade é igual a
sucesso. Ensinou geografia na prática, mapeando toda a região.
Ensinou pescadores a pescar, quebrou as leis da física andando sobre
as águas. Os seus alunos, depois de três anos, se formaram, mas o Seu
professor morreu. Os alunos de Jesus foram aprovados. O aluno Pedro,
iletrado, inculto, tornou-se um eloquente pregador de grande retórica.
As matrículas estão abertas! O único requisito é morrer para si mesmo
e deixa-Lo viver em você. O professor ensina todos os dias, em todos
os horários. Matricule-se nessa escola!


Descobrir as origens da Igreja Cristã Evangélica do Brasil (ICEB) é como descobrir a fonte de um rio. Em geral, muitas fontes contribuem na formação de um rio, cada uma fornecendo a sua quota de água. O mesmo se deu com o início da ICEB.

Leia Mais

Postagens Recentes