#7 | Advento de Natal

Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo, e nos suscitou plena e poderosa salvação na casa de Davi, seu servo, como prometera, desde a antiguidade, por boca dos seus santos profetas, para nos libertar dos nossos inimigos e das mãos de todos os que nos odeiam; para usar de misericórdia com os nossos pais e lembrar-se da sua santa aliança

Lucas 1:68-72


Zacarias louva ao Senhor pela vinda do redentor. Seu filho João Batista, seria aquele que ainda nasceria e prepararia o caminho para o grande rei.


O Messias aguardado estava a caminho, aqueles que há tanto tempo esperavam, ansiosos estavam, como Simeão que sonhava em ver a salvação com seus próprios olhos antes de partir desse mundo.


De todas as profecias realizadas sobre Cristo, em tempos diferentes, por pessoas diferentes, uma a uma foi cumprida, não no tempo do profeta, não no tempo das pessoas, mas no tempo daquele que em tudo tem o controle.


Louvado seja Deus por tão rica misericórdia que fez com que suas promessas se cumprissem e que a humanidade alcançasse favor diante do Pai por intermédio de Cristo Jesus.


O nascimento de Jesus nos lembra que Deus não é homem para que minta, portanto nenhuma de suas promessas foram vazias, nenhuma de suas palavras jogadas ao vento. Portanto, quanto ao que ainda não foi cumprido, podemos confiar e aguardar que no devido tempo, tudo se cumprirá.