top of page

Inteligência emocional ou fruto do Espírito?

Tem muita gente encantada com os estudos de inteligência emocional. Palestras sobre isso já são comuns nas igrejas evangélicas. Conquanto todo conhecimento tenha o seu proveito, a inteligência emocional não corresponde à verdadeira transformação que o Espírito Santo produz no convertido.


Uma pessoa pode aprender sobre inteligência emocional e até experimentá-la em sua vida. Mas o fruto do Espírito, que inclui o domínio próprio, somente pode ser alcançado por uma intervenção sobrenatural de Deus em nosso espírito. O resto é técnica comportamental, é condicionamento, é a força da mente sobre o corpo, o que não é de todo ruim, mas nem de longe se trata transformação espiritual.


As práticas devocionais como a oração, a leitura da Bíblia e a comunhão com os irmãos são infinitamente mais edificantes do que os estudos sobre inteligência emocional e técnicas psicológicas.


Coloquemos nossos pensamentos sob o escrutínio de Deus através de orações sinceras e dos estudos das Escrituras Sagradas. Gente de Deus rege a sua vida pela Palavra de Deus em primeiro lugar.


Deus nos chamou para ensinar as mensagens da Bíblia: “Prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina” (2Tm 4.2).


Os que ensinam em nossas Igrejas, em nome de Jesus, voltem a ensinar ao povo de Deus os princípios bíblicos, reabram as Escolas Dominicais, discipulem com capítulos e versículos da Bíblia, orem com o povo de Deus, expliquem e apliquem o texto bíblico aos seus ouvintes. Precisamos apresentar a Deus uma igreja transformada, lavada pela Palavra e cheia do Espírito Santo.


 

Pr. Luiz César Nunes de Araújo

Presidente da ICEB

Comentarios


bottom of page