O CULTO INSPIRADOR

Nas igrejas que mais crescem no mundo, segundo a pesquisa da equipe do Desenvolvimento Natural da Igreja (DNI), verificou-se que há uma marca fundamental que proporcionou o seu crescimento: o culto inspirador. Para os participantes dos cultos destas igrejas tratava-se de uma experiência prazerosa e não pesarosa.


Foi observado que as igrejas que mais cresciam dedicavam tempo para que, na liturgia de seus cultos, houvesse o que chamavam de “elementos essenciais do culto cristão”, que é o louvor, a oração, a pregação, a ceia do Senhor, os dízimos e as ofertas. Os líderes destas igrejas entenderam que sem estes elementos na liturgia não haveria edificação para os participantes do culto. Eles concordaram com o objetivo bíblico de que a razão fundamental do culto cristão, além de glorificar a Deus, é a edificação dos seus participantes. Paulo nos ensina que tudo o que acontece no culto é para que a “igreja seja edificada” (1 Co 14.5,12,17, 26,). Podemos dizer então que um culto inspirador é aquele que, através de sua liturgia, edifica o povo de Deus.


Neste ponto temos tanto a refletir como a questionar. Um culto onde a Palavra de Deus não é pregada com seriedade seria uma experiência edificante? Os dirigentes de nossos cultos têm sido zelosos no preparo deles? Há um comprometimento espiritual de cada um de nós neste sentido? Lembremos sempre da orientação paulina. Ele reclama dos membros da igreja de Corinto pela desordem com que participavam do culto e os convoca para o celebrarem com ordem e decência (1 Co 14.26-40).


Cabe relatar aqui que a pesquisa demonstrou que os cultos voltados para os de fora, como se fosse uma apresentação, um show, não redundou em maior crescimento das igrejas que os praticavam. Pelo contrário, foi essencial para o desenvolvimento das igrejas no mundo inteiro a dedicação em preparar e em promover cultos onde havia uma boa organização, as músicas eram bem escolhidas, as mensagens eram genuinamente bíblicas, as orações eram feitas tanto para confessar pecados como para exaltação ao Senhor, a ceia era ministrada com cuidado e onde os dízimos e ofertas eram recolhidos com o devido cuidado. Quem não gostaria de participar de cultos assim?


Vale a pena investir no preparo e na realização de cultos como estes, onde tudo concorre para a edificação dos participantes; onde há motivação para se levar um visitante, onde as forças espirituais são renovadas para os labores da semana, onde o que se aprendeu ali é refletido durante os intervalos dos cultos. É gratificante se preparar para ir a uma igreja onde há comprometimento com os valores espirituais que norteiam um culto cristão. Igrejas assim crescem no mundo inteiro, atraem crentes e visitantes, geram segurança, geram comprometimento, promovem edificação genuína.


Christian Schwarz nos ajuda com o seguinte desafio: “Talvez você pertença ao grupo de cristãos que até o momento pensavam que suportar um culto maçante fosse uma virtude cristã. Você não precisa acreditar nisso. Você pode, com toda a razão, esperar um culto que o inspire, que você não queira perder porque lhe dá energia para toda a semana”

Que seja assim em cada Igreja Cristã Evangélica. Que sejamos conhecidos pela maneira dedicada e consagrada com que preparamos e ministramos nossos cultos ao Senhor. Que nossa liturgia seja linda, mas que especialmente seja bíblica e que no final traga edificação para os participantes. Que nossos cultos sejam inspiradores!!

Pr. Luiz César Nunes de Araújo

Presidente / ICEB

Horário de Funcionamento:

Segunda a sexta das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30

Avenida Bernardo Sayão, 400
Jardim das Américas 1ª Etapa
Anápolis - GO 75070-020

Siga-nos nas redes sociais:

Logo Sem Fundo Branca.png