PLANTANDO SONHOS, ESPERANÇA E VIDA

“Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus.” I Coríntios 3.6

Este versículo bíblico nos ajuda a compreender de maneira resumida todo o processo do nascimento de uma igreja.


No surgimento de uma nova igreja: há o que planta, o que rega, mas tudo e todos dependem daquele que dá o crescimento – Deus.


Utilizando uma figura da agricultura, Paulo explica a harmonia entre a atuação do plantador de igrejas, referindo-se a si mesmo, e o ministério do consolidador da igreja, referindo-se a Apolo, ambos debaixo do poder e desígnio de Deus, de quem depende o crescimento.


Através dos anos, tenho observado que algumas pessoas ficam frustradas porque querem regar quando Deus as chamou para plantar, ou querem plantar, quando foram chamadas para regar. Outras, ficam frustradas tentando promover o crescimento da igreja, quando só Deus pode fazer isso. A frutificação no ministério ocorre quando nós entendemos e, aceitando de boa vontade, nos engajamos na obra que Deus nos chamou para realizar.


O Brasil precisa de igrejas espiritualmente saudáveis e maduras, mas também carece do nascimento de novas igrejas. Tenho adotado um lema em minha vida: “Se mova ou morra.” Assim como a falta de exercícios físicos atrofia o corpo, a letargia espiritual paralisa a igreja e impede sua multiplicação.


"No surgimento de uma nova igreja: há o que planta, o que rega, mas tudo e todos dependem daquele que dá o crescimento – Deus.".


Não conheço uma visão geral de plantação de igrejas no Brasil, por isso não temos ainda uma estratégia genuinamente brasileira. Muitos grupos evangélicos e muitas igrejas locais consideram suas estatísticas e seus métodos como segredos denominacionais, ou não se interessam em divulgar os métodos e processar os dados existentes. Sabemos que há igrejas e denominações plantando novas igrejas, mas não sabemos ao certo quantas, em quais lugares e para quais grupos-alvo.


Jesus deseja sempre trazer novas igrejas à existência e procura pessoas ousadas que queiram se juntar a Ele. Crentes que influenciem outros crentes. Líderes, discípulos de Cristo, que possam influenciar outras pessoas com os propósitos de Jesus. As igrejas não surgem por acaso, mas sim como resultado da obediência e boa vontade destas pessoas que se deixam ser usadas por Deus na plantação de novas igrejas.


Plantar igrejas deveria ser tão normal para todas as igrejas quanto ter filhos é normal para uma família. Para muitos, nos nossos dias, a plantação de uma igreja é algo anormal, extraordinário, quando o anormal e extraordinário é uma igreja continuar sozinha, sem se multiplicar em igrejas-filhas. Precisamos dar continuidade ao que os cristãos fizeram desde o início da igreja de Jesus Cristo, plantando igrejas onde ainda não existiam comunidades de salvos.


Se você deseja que algo dure uma primavera, plante uma flor. Se deseja algo que dure a vida toda, plante uma árvore. Se quer algo que dure para sempre, plante uma igreja. O verdadeiro fruto de uma laranjeira não é a laranja, mas uma nova laranjeira. O verdadeiro fruto de uma igreja não é o novo convertido, mas uma nova igreja.


Como leitor deste artigo, provavelmente você deve estar envolvido no trabalho da igreja local. Sua igreja pode estar indo bem, crescendo em número de membros; ou talvez possa até estar encolhendo, dependendo da ajuda de sua denominação. Se sua igreja não estiver se movendo, então estará encolhendo e, dentro de alguns anos, acabará morrendo.


Li na revista Cristianismo Hoje (Christianity Today) que, em geral, as igrejas não alcançam mais pessoas através de grandes evangelizações, e sim pela plantação de novas igrejas. Essa mudança de estratégia tem suas vantagens e desvantagens, infelizmente as igrejas não se associam para enviarem plantadores de igrejas, sustentando-os enquanto trabalham na seara do Mestre cumprindo sua missão.


Nesse processo dinâmico de existência eclesiástica, uma denominação com 100 igrejas, deve plantar três novas igrejas todos os anos para manter o número de igrejas, ou seja, três por cento. Cinco igrejas devem ser plantadas todos os anos para que a denominação possa crescer, e dez a cada ano para se ter um avanço real e consistente.


"As igrejas não surgem por acaso, mas sim como resultado da obediência e boa vontade destas pessoas que se deixam ser usadas por Deus na plantação de novas igrejas."

Um movimento denominacional não crescerá de maneira saudável se a maioria das igrejas existentes no grupo não se multiplicarem. Quando os discípulos de Jesus receberam a Grande Comissão eles plantaram igrejas. Nós devemos fazer o mesmo.


Um estudo feito num passado recente constatou que as igrejas que plantam novas igrejas são mais saudáveis espiritualmente e naturalmente crescem em número de membros. Também se verificou que ao se envolverem na plantação de igrejas elas mesmas amadureceram e floresceram, pois seus membros, ao ouvirem os testemunhos dos novos convertidos, e ao presenciarem os novos batismos, se sentiram mais motivados a servir a Deus com mais fidelidade e ganhar outras almas para Cristo.


Para que muitas igrejas sejam plantadas, precisaremos que muitas igrejas da nossa denominação se envolvam neste empreendimento, não só pelo tamanho do desafio num país de dimensões continentais, como pela diversidade étnica e cultural existente em nossa pátria. Não vivemos em um ambiente homogêneo, onde todos são iguais, mas numa só região poderemos encontrar citadinos, indígenas, ribeirinhos e quilombolas. Nossos vizinhos próximos podem ser completamente diferentes de nós. Se uma igreja alcança determinado grupo de pessoas, ainda há necessidade de que mais igrejas alcancem outros grupos étnicos, porque falam línguas diferentes, têm culturas diferentes e precisam ser evangelizadas dentro do seu contexto cultural e linguístico.


Plantar uma igreja é como ter um filho para uma mãe. Sobrevêm os desconfortos da gravidez, a dor do parto, mas nasce um lindo bebê e a gente se esquece de toda a dor e sofrimento e fica desejoso em reviver de novo esta experiência.


As igrejas estabelecidas precisam plantar novas igrejas para experimentarem a alegria de ter as suas próprias filhas.


Vamos ser generosos e ousados, meus irmãos! Vamos plantar igrejas que plantem outras igrejas, que se multipliquem em grande número de salvos que adorarão ao nosso grandioso Deus e servirão com fidelidade ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Vamos avançar confiando em Deus, pois Ele continuará fazendo aquilo que ama fazer – dando crescimento à semente que foi plantada com o suor e regada com as lágrimas dos servos fiéis.


Já é hora de despertar e semear sonhos, compartilhar esperança e gerar vida através da proclamação da Palavra de Deus em todo o solo de nossa pátria, até que Cristo venha nos buscar.

Pr. Jadir Siqueira

Pastor na ICE Boas Novas em Anápolis - GO

Horário de Funcionamento:

Segunda a sexta das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30

Avenida Bernardo Sayão, 400
Jardim das Américas 1ª Etapa
Anápolis - GO 75070-020

7493496_300x300.jpg
Ativo 4-8.png

Siga-nos nas redes sociais:

Logo Sem Fundo Branca.png