Horário de Funcionamento:

Segunda a sexta das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30

Avenida Bernardo Sayão, 400
Jardim das Américas 1ª Etapa
Anápolis - GO 75070-020

Siga-nos nas redes sociais:

Logo Sem Fundo Branca.png

POVO DE DEUS, NÃO SE AMOLDE A ESSE MUNDO

Atualizado: 3 de Mar de 2019

Escrevo este texto no calor da perda do jornalista brasileiro Ricardo Boechat [1], num acidente de helicóptero em São Paulo. O acidente numa rodovia de grande movimento de carros, o que se tem dito é que uma das vítimas pulou do helicóptero tentando se salvar, porém partes da aeronave ficaram em cima do seu corpo. Uma mulher que estava num carro passando, e viu o ocorrido, desceu para dar socorro e tentar ajudar. Ela viu movimento de pessoas no acidente, porém foi impedida por outras pessoas de tentar o resgate, com alegações de perigo eminente. Ela, não satisfeita, vê que o motorista de um caminhão no qual o helicóptero havia se chocado estava vivo e preso nas ferragens. Que cena desesperadora. Que tensão. Diversos vídeos nas redes sociais estão mostrando a mulher lutando bravamente com mais dois homens pela vida do motorista.


Aqui começa minha reflexão. Quero refletir não nas tentativas dessas pessoas em salvar alguém, porém na imagem chocante das pessoas preocupadas em filmar e não em ajudar. Que geração é essa? Que tipo de pessoas nos tornamos? Diversas pessoas ao redor do acidente, gravando e não se preocupando com as vítimas, preocupados tão somente em registrar e repassar os vídeos.


Na Palavra de Deus temos exemplos de pessoas que ficaram pacíficas diante de cenas absurdas. Um exemplo é o momento da execução de Estevão (Atos 7.57-58 – versão NVI) [2]: Mas eles taparam os ouvidos e, gritando bem alto, lançaram-se todos juntos contra ele, arrastaram-no para fora da cidade e começaram a apedrejá-lo. As testemunhas deixaram seus mantos aos pés de um jovem chamado Saulo. O texto bíblico nos informa que “todos” estavam contra Estevão. Fico imaginando esse cenário: muitos ficaram ao redor apenas observando, inertes, sem terem reações, não fizeram nada para salvar aquele homem, não falaram nada e não se moveram. E acredito que se tivessem celulares ou filmadoras estariam mais preocupados em filmar do que em salvar ou se preocupar em salvar Estevão, ou quem sabe nem quiseram ouvir o testemunho dele.


Na nossa realidade parece-me que as pessoas estão mais felizes em apenas observar “o” passar da vida do que de fato viverem a vida. Preferem ver a vida através das telas de seus dispositivos eletrônicos, do que em se envolver, acredito que muitos ainda vivem o “Mito da Caverna [3]”, acorrentados e presos, apenas vislumbrando as sombras e os “quem sabe” da vida.


Quantas injustiças, quantos ataques à infância, quanta violência contra a mulher, contra as minorias, e as pessoas acham já resolvem simplesmente mandando um “post” dizendo que apoiam, que são contra essas atitudes. Ou que somente criticando por meio da internet já seria suficiente. Ledo engano.


Quantos erros podemos estar praticando. A Bíblia nos alerta sobre o nosso proceder, Paulo ao escrever em Gálatas 6.6-7. O que está sendo instruído na palavra partilhe todas as coisas boas com quem o instrui. Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá.


O que nós, homens modernos, temos semeado? Temos deixado que pessoas desconhecidas entrem em nossas casas, através da TV e Internet, nos ensinando que roupa devemos vestir, que carro devemos comprar, que temos que fazer dieta, que temos que fazer isso ou aquilo? Temos tido a errada visão de que apenas observar é melhor que participar?


Somos povo de Deus (I Pedro 2.9 Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz). E como tal, devemos ter comportamentos diferentes, não devemos nos corromper com o presente século (Romanos 12.2) Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Devemos ter um procedimento puro, santo. A sociedade precisa de pessoas compromissadas com a verdade, com bom caráter, com personalidade de cristão, identificadas com o verdadeiro cristianismo.


Que o Senhor Jesus Cristo, nos ajude nessa caminhada.

Somente a Ele a glória.


Pr. Darcí Junior

[1] https://pt.wikipedia.org/wiki/Ricardo_Boechat

[2] Versão da Bíblia Nova Versão Internacional

[3] https://brasilescola.uol.com.br/filosofia/mito-caverna-platao.htm