Mulheres que inspiram

As mulheres que viviam nos tempos bíblicos, não tinham voz diante da maior parte da sociedade e possuíam poucos direitos, no entanto, há registros que muitas delas ocuparam seu lugar servindo a Deus e sendo usadas por ele no ministério.


Miriã foi a primeira profetisa registrada na Bíblia. Após a travessia do Mar Vermelho, ela liderou as mulheres em celebração e louvor a Deus. (Ex 15.20,21)


Outra profetisa foi Hulda, usada pelo Senhor para dizer ao rei de Judá a respeito do castigo que viria sobre a nação porque haviam abandonado o Deus verdadeiro, queimaram incenso a outros deuses e provocaram a sua ira (2 Rs 22.14-20).


A rainha Ester não foi profetisa, mas ela intercedeu ao rei em favor dos judeus e obteve sucesso em sua súplica (Et 8).


Destaco uma mulher muito citada nas histórias infantis e em devocionais, que não foi profetisa, tampouco rainha, mas uma mulher comum de sua época. Ana esposa de Elcana, a estéril que ansiava em ter filhos. Ana é um exemplo de fé, devoção e compromisso, pois ao receber a graça de ser mãe entregou seu filho para o serviço do Senhor. Ana é um exemplo de uma verdadeira serva (1Sm 1,2).


Talvez uma das mulheres mais conhecidas da Bíblia pela sua influência seja Débora, que além de profetisa, foi juíza. Julgou Israel sucedendo Eúde. Ela julgava desde questões individuais do povo até falar diretamente com sua nação a qual ela se preocupava. Débora aconselhava, ensinava, e guiava o povo (Jz 4).


No Novo Testamento há também exemplos de grandes mulheres que fizeram a diferença em seu tempo, como Maria mãe de Jesus, apesar de Jesus ser Deus, foi Maria quem o instruiu em toda a sua infância.


O jovem pastor Timóteo tão estimado pelo apóstolo Paulo também teve sua fé ensinada e fortalecida por duas mulheres, sua avó Loide e sua mãe Eunice (2Tm 1.5).


Evódia e Síndique trabalharam com o apóstolo Paulo (Fp 4.2,3).


Na carta aos Romanos, Paulo em suas saudações cumprimenta Maria (Rm 16.6) e a Trifena, Trifosa, Pérside que também trabalharam juntamente com ele (Rm 16.12).


Priscila instruiu teologicamente Apolo, um homem de Deus em uma conversa particular (At 18.26).


Enfim, esses são alguns exemplos de mulheres que marcaram suas famílias, ou até mesmo seu tempo, com bom testemunho e fidelidade ao Senhor. Não precisamos ocupar um papel que não é nosso, já temos um, o Senhor tem um ministério para todas nós. Se inspire nessas mulheres que serviram a Deus de coração e buscaram louvar e glorificar a ele com as suas vidas. Essa sim é a vida extraordinária que Deus deseja que tenhamos. Que Deus nos ajude!

 

Ed Thayná Silva

2ICE de Anápolis