Com o quê devemos contagiar?!

Existem algumas palavras na língua brasileira que são tipicamente nossas. A palavra “contagiar” no dicionário quer dizer: contaminar, transmitir por contágio, corromper, viciar. Todas no sentido negativo.


Mas quando colocamos junto a este verbo algo que julgamos ser bom, como por exemplo “a música alegre é contagiante”, nós, brasileiros, entendemos bem que isso é algo positivo.

Vivemos dias onde o contágio de um vírus pode ser fatal para muitas pessoas. Pode levar à morte. Por isto, todos, no mundo inteiro, pararam seus afazeres, se trancaram em casa, para não disseminarem o vírus, principalmente para os grupos de maior risco, idosos e doentes crônicos.


Todos os dias os noticiários mostram um número maior de infectados e de mortes acontecendo por todo o mundo. O desespero, o medo, a ansiedade, a insegurança tomaram conta de muitos. Países inteiros presos ao medo.


Além do vírus ser contagiante, o medo também o é. Olhando as notícias nos grupos sociais da internet, percebemos que existem pessoas que estão totalmente dominadas pelo medo do contágio do vírus.


Paulo em 1 Coríntios 6.12 diz assim: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma”. Ter medo é lícito, faz parte da preservação da vida. É por causa do medo que deixamos de fazer muita coisa, e isso nos preserva a vida. Por exemplo, não saio por aí me jogando de cima da ponte, nem pula na frente de um carro; olho para os lados ao atravessar a rua e não coloco a mão no fogo. Tudo isso porque sei que vai doer e tenho medo da dor.


Mas Paulo não parou no “tudo me é lícito”; ele continuou dizendo: “não me deixarei dominar por nenhuma”, não me deixarei dominar pelo medo. O medo é saudável para preservar a vida, mas ele não pode nos paralisar ou nos dominar, pois isto é deixar de viver e deixar de aprender o que Deus tem para nos ensinar, é esquecer quem é o Senhor de nossas vidas e quem tem o poder de vida e morte. Deus não deixou de ser soberano, Ele não deixou de dominar as vidas, Ele não deixou de ser o Senhor, o único Senhor (Dt 6.4).


Então o único contágio que devemos permitir em nós é o da fé, a esperança e o amor. Isso devemos passar para aqueles que estão ligados a nós. O contágio bom e positivo.


Devemos contagiar com a fé em um Deus que continua trabalhando a nosso favor. Contagiar com a esperança de que os dias maus irão passar e dias melhores virão, espalhando o amor e compreensão. Devemos nos compadecer e ajudar aqueles que estão em situações piores que a nossa.


A fé, a esperança e o amor são virtudes que devem ser contagiantes em nós, devemos transmiti-las a todos que fazem parte da nossa vida.

Ed. Cristã - Lílian Silveira

Líder Nacional de Mulheres em Ação

@liliancmsilveira

Horário de Funcionamento:

Segunda a sexta das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30

Avenida Bernardo Sayão, 400
Jardim das Américas 1ª Etapa
Anápolis - GO 75070-020

Siga-nos nas redes sociais:

Logo Sem Fundo Branca.png